quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Um coração


Eram brutais os crimes que estavam acontecendo. Sete vítimas em menos de 11 meses em 7 cidades diferentes. "Criança é encontrada morta no bairro Pinheirinho", anunciava o jornal naquela manhã de quarta-feira. Idosos, pais ou mães de família, adolescentes ou crianças estavam na lista. Nada de vítimas específicas ou de classe social. Matava quem atravesasse seu caminho. Por prazer talvez.

Calculava friamente os acontecimentos. O que impressionava era sua facilidade em fazer amizades com todo mundo. Tinha conhecidos por toda parte e nunca alguém desconfiara dele. Um amigo pra toda vida. Amigo rancoroso. E foi no 12º mês que a verdade veio à tona. Numa roda de amigos, festa de fim de semana, na cidade natal. Ali, teria discursado sobre o 8º crime. Preso, acabou confessando e levado à cadeia. Apareceu enforcado 4 dias depois, antes mesmo de explicar os motivos de tantas mortes. Nunca se soube. Mas o que dizem é que foi tudo por causa de um coração partido. Um coração.

9 comentários:

Juliane Soska disse...

ui!

o coração arrasar a razão as vezes não é mt bom!

Márcio Viana disse...

"O Coração do Serial Killer" seria um nome adeqüado para um livro ou um filme...

Juliane Soska disse...

e ele só tinha dezesseis?

Érik Enghaw disse...

Não. Tinha mais.
Dezesseis foi só a citação mesmo. Até porque a música é sobre outro assunto!=D

Izabela disse...

Strawberry Fields Forever


ele só tinha 16.

Foi o que eu pensei também, mas se não é.. não é. né?

Bruna Heller disse...

AAAAAAA!

Tu citou a música que falamos no MSN... Boa!

Mas nem sei pq ainda venho aqui, pois tu nem comenta mais no meu blog... :/ Fazer oq?


;P

Juliane Soska disse...

é, eu tbm não sei pq ainda venho aqui.

mas um dia irei ao Strawberry Fields Forever. tipo sonho, sabe?
ou só vontadinha!

Roberta disse...

Demorei mas vim te visitar aqui! :)
O coração supera qualquer razão, sempre!
beijos

Juliane Soska disse...

campanha atualiza, Éri